quarta-feira, 13 de julho de 2016

DICIONÁRIO DE UMBANDA (Ademir Barbosa Júnior)



Este dicionário (241 pp.) não pretende abarcar toda a riqueza da diversidade do vocabulário umbandista em território nacional e no exterior, muito menos de suas variações litúrgicas, de vestimentas, de calendário, de fundamentos etc., as quais muitas vezes variam de casa para casa, de segmento para segmento. 

Como critério de seleção, optou-se pelos vocábulos de maior ocorrência, contudo sem desprezar regionalismos, variantes e outros. Vocábulos específicos dos Cultos de Nação aparecem na lista, ou porque fazem parte do cotidiano de algumas casas de Umbanda, ou porque se referem a práticas comuns nas casas ditas cruzadas.

Sempre que se julgou necessário para a melhor compreensão, apontou-se para a etimologia, em especial de termos relacionados aos Cultos de Nação ou de vocábulos que migraram das casas de Candomblé diretamente para a língua portuguesa e/ou para o ritual de Umbanda.

Por: Ademir Barbosa Júnior

Nenhum comentário:

Postar um comentário