quinta-feira, 29 de setembro de 2016

ENTRE NOSSAS VIDAS (Osmar Barbosa)



Entre nossas vidas existem grandes amores, mas qual é a razão de as paixões serem tão intensas, que por vezes até nos tiram os pés do chão, chegando até mesmo a nos tirar a razão de viver?

Às vezes, encontramos muitas dificuldades em compreender nossos sentimentos. Apaixonamo-nos por pessoas que saem de nossa vida sem nos dar sequer uma última chance, sem ao menos dizer adeus, e a dor que fica, levamos pelo resto de nossa caminhada terrena.

Algumas feridas são tão profundas, que não encontramos respostas em nenhum livro escrito ou até mesmo no mais sábio de todos os sábios escritores de nossa vasta literatura.

Buscamos, por meio dos ensinamentos e do sofrimento, compreender a separação.

Alguns reagem de forma bruta, uns ficam tristes e sofrem com a depressão, outros aprendem a viver com a dor, e assim, vai levando a vida, como se tudo fosse normal, mas sabe que dentro de si as coisas não vão bem. Falta o mais importante, falta aquele amor inesquecível.

O amor sincero, o amor verdadeiro, a paixão que assola nosso ser, que estremece nosso corpo e atinge nossa alma, que traz secura em nossos lábios. Isso é a dor da alma ferida.

As separações e as perdas fazem parte da vida, mas compreender isso quase sempre é impossível. E conviver com essa dor é para poucos. Nas linhas deste livro você vai encontrar respostas para alguns questionamentos que fazermos todos os dias. O amor de Mel e Rabi atravessam linhas inimagináveis do amor. Como se processa os reencontros na vida terrena? Estamos predestinados a viver ao lado de alguma pessoa? Na reencarnação podemos escolher nosso par? Você encontrará as respostas para essas e outras perguntas em Entre Nossas Vidas.

Por: Osmar Barbosa

Nenhum comentário:

Postar um comentário