quinta-feira, 8 de setembro de 2016

UMBANDA - DEFUMAÇÕES, BANHOS, RITUAIS, TRABALHOS E OFERENDAS (Evandro Mendonça)



Irmãos, ao escrever esta obra, o meu objetivo foi a de torná-la o mais compreensível possível. Para isso, utilizei-me de uma linguagem simples, fácil de ser compreendida. Tudo para que fique ao alcance de todos. O que eu puder dizer em uma palavra, eu não direi em duas ou três. A obra deve alcançar pessoas leigas no assunto e as que residam em locais que não tenham uma boa tenda ou um bom médium de umbanda. Ou para as pessoas que, por algum motivo, não possam recorrer a um bom médium. Aos conhecedores da umbanda eu quero dizer que se fosse minha intenção escrever uma obra científica e mais desenvolvida, eu teria muito a dizer sobre Magia e trabalhos na Umbanda. Entretanto, isso não está no objetivo do livro. O que espero é apresentar ao leitor um trabalho prático com fórmulas úteis praticadas na umbanda. Na magia, como em todo preceito espiritual e trabalhos de umbanda, para que cada um de nós tenha um bom êxito e consiga o que deseja, é fundamental que tenhamos fé, confiança e convicção. E, naturalmente, confiança nas forças que o executam. Também, no fim justo e bom, do que se deseja conseguir. Para isso, é fundamental que o homem acredite nas possibilidades das coisas que quer executar. Só assim será possível executá-las. O difícil é julgar possível qualquer coisa, querer executá-la. Não podemos querer algo que julgamos impossível. Quantos têm tido vontade de fazer tantas coisas e não têm conseguido?! Por quê? Porque falta crer nas possibilidades.Nas páginas seguintes apresentarei fórmulas para o bem e a felicidade de todos. Estou certo de que as pessoas que se utilizarem deles com fé, confiança e convicção, terão um bom êxito. Não digo com isto que possamos fazer coisas sobrenaturais. A Magia está dentro de nós. E também dentro das leis da natureza e dos trabalhos e oferendas. Aproveito para advertir que os banhos, defumações, rituais, trabalhos, magias, oferendas e encantamentos que expuser, não são brinquedos para criança. Devem ser feitas com fé, amor, confiança e respeito. Caso contrário, não haverá bons resultados. Agradeço ao meu babalorixá Miguel de Oiá pela grandiosidade dos seus fundamentos e o bom axé que me passou. Ao meu Orixá Xangô Aganjú, às minhas entidades, guias e protetores Ogum da Lua, São Cipriano e Exu Marabô. A obra contém um pouco do que eu vi, escutei, aprendi. Quero dizer que esta compilação de dados, que é base do trabalho, só tem o intuito de somar. Saravá a todos. Muito axé.

Por: Evandro Mendonça

Nenhum comentário:

Postar um comentário